sexta-feira, 18 de junho de 2010

Que tal uma dose de férias?


Leia livros, leia jornal, leia revistas, leia sites da internet. Leia a minha mente.
Talvez esteja mesmo na hora de me desligar do mundo e dormir um pouco mais. Ler algo que me agrade e que, se eu esquecer o livro na cabeceira na cama, não vou tirar zero na prova por não ter terminado de lê-lo.
Que tal curtir as palavras? Ler no ônibus, no quarto, na sala... Sem protetor auricular.
Ler sem compromisso, sem pressa, sem vontade de jogar o livro na parede.
Ler na boa, ficar a toa, dormir e não me preocupar com o tempo...
Ler devagar, entendendo tudo, sem voltar duas ou três vezes para entender um páragrafo de quatro linhas.
Ler coisas que façam rir, chorar, que deixam com incerteza, que despertem paixão... Coisas que me façam refletir sozinha, sem a necessidade de censurar nada.
Ler é bom. Bom pra alma, bom pra cabeça, bom para as palavras... Mas nem tudo é bom de ler...
Detestável é pegar um livro e sentir raiva dele. É não entender nada, sentir vontade de parar e não poder fazer isso.
Agora quero ler algo novo, fora do que sou obrigada a ler sempre. Algo que me envolva e me deixe livre para continuar ou desmarcar a página.
Agora quero ser impaciente, ler com ansiedade para ver logo o que acontece... E, quando finalmente chegar a última página, ver que já acabou... Que eu era feliz e não sabia.
Quero descanso de leituras massantes, de palavras difíceis demais e de tudo que me deixa cansada.
Quero férias de conceitos, de frases estabelecidas e de regras que alguém criou...
Quero poder ser livre para escolher entre o que me faz bem e o que me deixa querendo uma dose de férias.

2 comentários:

  1. desculpa amor mas eu pude ler só agora =D gostei do desabafo! férias rulez! \o/

    ResponderExcluir
  2. hahaha, desabafo? Pois é, uma hora a gente explode e o blog é meu refúgio já que nao posso bater em você! hahaha te amo.

    ResponderExcluir