segunda-feira, 2 de agosto de 2010

A escolha certa.


As vezes me pego pensando nas coisas que a vida me proporcionou, nas escolhas que fiz, nas coisas que tenho e como isso tudo é culpa minha.
Sabe aquelas velhas fotos que mostram um caminho e em um determinado momento as pessoas deparam-se com dois caminhos diferentes? Se deparam com uma escolha, um rumo diferente? Ou é esse ou aquele, não dá pra ser meio termo.
E então, você escolhe! Você decide ir para um lado e pagar pra ver o que aquele caminho irá te proporcionar, se depois de algum tempo, vai ter sido mesmo a decisão que te faria mais feliz.
Muitas pessoas já escolheram. Mas, depois de andar algum tempo, perceberam que naquela estrada não tinha coisas que lhe faziam plenamente felizes... e tentaram voltar atrás. Não sei se é possível voltar atrás em alguma coisa, se é possível refazer a estrada, talvez sim, mas certamente não seria da mesma forma que seria antes... No mínimo a gente caiu em si, sofreu um pouco e percebeu que a flecha que apontava pro outro caminho, talvez, seria a mesma que te apontasse para a sua felicidade. Mas uma coisa é certa, como já dizia Cazuza, o tempo não para.
O tempo não volta, não volta mesmo.
Já fiz muitas escolhas. Já tomei muitas decisões e em meio a tantas coisas para escolher, escolhi o meu caminho e fui em frente.
Hoje estou feliz. Feliz de verdade. Porque sei que para alcançar grandes coisas, teremos difíceis tarefas e entre elas, a de escolher um caminho e seguir...
Hoje sigo meu caminho, sem olhar pra trás. Sem pensar no que eu poderia ter se tivesse ido pro outro lado. Continuarei seguindo, torcendo, e batalhando para continuar sentindo que fiz mesmo a escolha certa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário