terça-feira, 24 de agosto de 2010

Insegurança



Fecho os olhos, sinto o vento, sinto o doce vento.
Eu preciso sentir mais. Preciso ir além do que as palavras dizem...
Preciso aprender que as vezes minhas pernas podem caminhar sozinhas, e vou ter que aprender a crescer e andar... Ir, seguir minha estrada, com minhas próprias pernas.
Preciso colocar na cabeça que uma hora ou outra eu simplesmente terei de fechar os meus olhos e sentir...
E mesmo que bater uma pontinha de solidão, bem pequenininha, brotando lá no fundo, eu vou conseguir seguir adiante, pois, afinal, eu preciso seguir...
E quando eu finalmente aprendi a caminhar com minhas próprias pernas, escolhi um novo caminho e hoje tenho que reaprender tudo outra vez, mas com um significado diferente.
As vezes tenho a leve impressão de que preciso me apegar mais comigo, me preocupar mais comigo e ser feliz comigo mesma. Ocupar minha mente com coisas que me satisfaçam e me deixem feliz, mesmo que o tempo demore pra passar.
Feche seus olhos para o mundo e veja o que há dentro de você. É isso mesmo?
A verdade é que nem sempre consigo ser uma pessoa segura, confiante e me sinto estranha por isso, mas não irreal. Insegurança... Sim, pura insegurança...
Mas estou bem, porque aqui posso ser sincera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário