segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Nem sempre consigo ser "racional". Como já ouvi falar, somos mais culturais do que racionais.
Eu bem que podia esquecer tudo. Dar um lindo sorriso e deixar tudo passar.
Racionalmente falando, isso seria o mais certo, sensato, e inteligente a fazer.
Eu, como uma teimosa infantil, consigo, no máximo, olhar torto. No fundo, sei que não há futuro para tanta babaquice, mas, nada me faz mudar de ideia nesse momento.
Não consigo sorrir só pra agradar. Nem beijar cara de pau. Gosto de falsidade é péssimo e eu prefiro bala de hortelã.
Isso pode sim ser encarado como falta de maturidade.
Sinceramente nao tenho a obrigação de crescer tão cedo... E, por menor que seja o significado, melhor ser criança do que metidinha a adulta.
Legal é sorrir pra todo mundo. Difícil é gostar mais da metade!
To longe de ser melhor que alguém.
Mas to longe de ser quem eu nao sou pra agradar gregos e troianos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário