segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

E é por isso que eu sorrio.
Porque quando coloco para fora, jogo no mundo toda a alegria que eu tenho em estar viva, me sinto imensamente feliz. Sorrio porque minha vida é cheia de montanhas espinhosas... Mas até hoje eu não fiquei sem escalar alguma delas. E não importa o quão gigantes serão os meus espinhos... Eu me alegrarei pelo perfume das flores, com sua doce beleza, doce forma de existir...
Fico feliz por acordar de um sonho ruim, me alivio em saber que posso construir uma realidade diferente... Que eu posso correr, gritar, pular e experimentar profundamente a sensação de estar viva.
Eu posso amar. Posso dizer às pessoas o quanto elas são especiais... E posso correr para os seus braços quando eu cair.
Posso fugir para dentro de mim quando tudo lá fora estiver complicado demais. E vou estar bem.
E mesmo que eu desanime, que eu caia, esteja sozinha... no fim das contas vou acabar sorrindo...
 Vou continuar sorrindo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário