terça-feira, 10 de maio de 2011

Doces sonhos

Sapatilha no pé.
Na cabeça um sonho. Uma segurança tão grande, que não dava pra duvidar.
E não adiantava me dizer que aquilo era besteira. E não adiantava me olhar torto e dizer que a vida não era um conto de fadas. Eu sempre acreditava que, no fundo do meu pequeno ser, tinha uma grande e doce menina. Menina de sonhos, na ponta dos pés.
Conforme o tempo foi passando, escolhi outros caminhos. Não mais fácil e nem menos complicado.
Sempre me pego sonhando. Sonhando com aquela alegria... Sonhando com aquele sorriso.
Sempre me pego sonhando em me encontrar em algum lugar... Me encontrar em algum lugar.
E não importa o quanto o tempo tem passado... Não penso em desistir do que está dentro de mim.
De certa forma, meus sonhos continuaram brotando.
Hoje sonho com outras coisas. Sinto muito em sentir que as vezes desanimo. Sinto muito.
Mas desistir deles é algo que eu nunca consegui... Como se levantar todas as manhãs fosse um peso, se eu estivesse acordando por acordar, estudando por estudar, trabalhando por trabalhar. Só que não estou.
Mas, realmente, desistir deles é algo que eu nunca consegui... É como se a vida realmente fosse um pedaço de nada se você não se olhar, sentir uma pura felicidade e for, ao menos dentro dos seus sinceros sonhos de criança, uma doce bailarina.

2 comentários:

  1. Oi, floor. ^^
    tudo bem contigo ?!
    aah, é um prazer segui seu blog , ele é encantador, :) adoro, tudo aqui.
    por falar nisso, postarei este seu texto no meu blog . Tá?!

    beijoos.

    Paula Cristina ,
    http://a-valsa-da-vida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi! Tudo bem sim e contigo?
    Obrigada pelo carinho tá?

    *---------*
    se cuide!
    beijo.

    ResponderExcluir