sexta-feira, 20 de maio de 2011

Som

Ela simplesmente se sentia bem... E enquanto a música tocava, ela sorria livremente, sem medo de parecer boba.
E aquela batida a fazia feliz... Ela não aguentava mais fingir... Queria dançar, se libertar e fazer tudo aquilo que a fazia bem.
Ela pulava feito criança pela pista, as luzes piscavam no ritmo, no ritmo da música... E a música ia... No ritmo.. No ritmo do seu coração feliz. E não importavam quantas pessoas paravam para vê-la "ficar louca", ela simplesmente dançava, com seus olhos fechados para o mundo e voltado para dentro de si.
E a música fluía de uma maneira incrivelmente boa, e não existia sentimento de censura, sem medo de ser realmente quem ela é.
Ela só queria pular, pular e ser, apenas, a pequena garota que estava crescendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário