segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Como está!

As vezes tenho a estúpida mania de controlar. Ou tentar controlar.

Controlar as coisas, o tempo, a vida, os sentimentos...

Me pego pensando a maneira como gostaria que a vida fosse, ou que as coisas pudessem acontecer. Me decepciono ao perceber que a situação não saiu como eu gostaria...

Só que todas as vezes que eu simplesmente deixei as coisas acontecerem, tudo fluiu como tinha que ser.

Pode ser que algo não tenha dado certo, mas simplesmente foi, sabe?

Se eu pudesse controlar esse momento, faria ele ser exatamente como ele está.




quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Seu coração está feliz!

Ela tinha uma vida difícil. Acordava cedo, bem cedo. Dormia pouco, trabalhava demais.
Seus dias eram sempre iguais, ela tinha até se acostumado.

Ela tinha sonhos, claro, tinha muitos sonhos.
Mas o dia era sempre igual e pouco tempo lhe restava para sonhar.

Um dia ela resolveu dar um passo de coragem. Sua vida seria diferente.
Decidira deixar para trás todas as coisas que não deram certo. Dessa vez, daria.

Muita gente deu risada de sua ousadia.
Apesar de sua discrição, havia sempre alguém olhando. E duvidando.

Ela teve muitas dificuldades e ainda tem.
Teve que encarar muitos dias de frio e chuva.
Mas, apesar de todo vento, ela buscava aqueles que lhe eram favoráveis.

Hoje sua vida é diferente. Seus dias ainda são cheios, mas a felicidade preenche grande parte do tempo.

Ela está acima das nuvens e seu coração está feliz.


terça-feira, 21 de agosto de 2012

Você não sabe...

Não são roupas, batons, sapatos e bolsas.
O que te faz ser assim não é a marca da blusa que você está usando.
Não é o preço que você pagou, nem a quantia que isso vale.

O que te faz ser diferente é sua maneira de sorrir, de olhar para frente, de pensar na vida.

É sua maneira de olhar para o chão, para o alto, para os lados. Sua maneira de procurar valores e não preços.

É seu jeito de perceber que a vida é mais que uma vitrine. Sua maneira de se preocupar com o que se sente e não com o que se tem.

É sua maneira de valorizar os pequenos sorrisos e buscar sempre os singelos momentos.

O que te faz ser diferente é ser apenas você, sem querer parecer especial... Apenas sentir intensamente e ser feliz.



"Você não sabe que é linda. É isso que te torna linda"

sábado, 18 de agosto de 2012

"Chore, lute! Faça aquilo que gosta!"

A vida é curta. Não precisamos parar para pensar e ver como os dias passam rápidos demais. Todo fim de ano é a mesma frase: Nossa, como esse ano passou rápido.
Sim, a vida é curta demais.
Ontem éramos crianças, hoje já temos milhares de responsabilidades.
Por a vida ser tão breve, acho injusto demais nos dedicarmos para coisas que não nos faça feliz. Não to falando para termos só momentos de lazer e diversão. Estou falando de fazer o que gosta no dia a dia, na rotina, na correria.
Não é todo mundo que consegue se dedicar para aquilo que gosta de fazer. Acho isso uma pena, de verdade.
Vejo que quando as pessoas fazem o que gostam, nos deparamos com profissionais brilhantes, com sorrisão estampado no rosto e uma capacidade incrível de fazer aquilo bem feito.
Sabemos que é difícil fazer sempre o que a gente gosta, mas deixar de correr atrás disso é loucura demais.
Vi uma frase do Einstein que me fez pensar bastante:

"Somos todos geniais. Mas se você julgar um peixe pela sua capacidade de subir em árvores, ele passará sua vida inteira acreditando ser estúpido"

Sério, isso é muito verdade.
Por isso pensei mais ainda na importância de se fazer o que gosta, porque sabemos que a coisa flui.
É importante perceber que, se a vida é tão curta, como podemos insistir em nos dedicar em algo que não tira um sorriso dos nossos lábios?
Por mais difícil que possa ser correr atrás de sonhos, essa frase do Chaplin traduz o que eu penso.

"Chore, lute! Faça aquilo que gosta!"

;)

Já chorei, continuo lutando e garanto: Eu faço aquilo que gosto ♥




quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Motivos para agradecer

Assim como todo mundo neste mundo, minha vida tem altos e baixos, largos e estreitos, doces e amargos.
Nos últimos tempos, algumas coisas "ruins" aconteceram comigo e sei que é normal.
Por uns dias passei um perrengue de tanta saudade. Me bateu uma crise e uma saudade dos meus amigos... Sofri bastante.
Conforme a gente vai crescendo a vida vai tomado um rumo e cada um da "galerinha do colégio" vai para um lado. Sinto muita saudade de todos, mas esses dias eu realmente estava me sentindo bem sozinha.
Depois também aconteceram algumas coisas chatas, mas não quero falar delas.
Com tudo acontecendo, veio a coisa boa: o carinho das pessoas.
Recebi muito carinho de um montão de gente, pessoas que convivem comigo, outros nem tanto...
Isso me fez pensar muito nesses altos e baixos que a vida tem.
Pensei em como sinto falta dos meus amigos, de verdade... Mas como a vida foi generosa e me trouxe pessoas especiais para perto de mim.
Sei que isso parece até natural e deve ser... Mas realmente me importo muito (mesmo) com essa dose de amizade no nosso dia a dia.
Me fez parar e pensar em diversas coisas, inclusive como estava dedicando muita energia para coisas que não me merecem...
Por isso resolvi retomar alguns projetos antigos e reverter meu carinho para coisas que valham a pena de verdade. Um dos meus projetos é contar histórias para crianças com câncer. Gosto da ideia de estar perto de pessoas que gostam de mim pelo que eu sou e eu o mesmo. Gosto da ideia de dedicar tempo e carinho para pessoas que precisam de energias positivas e bom humor por perto.
Com tudo isso, hoje, posso dizer que estou muito feliz. Feliz por ter passado por momentos difíceis que me fizeram refletir e perceber que eu precisava de um motivo para mudar algumas coisas.
Feliz por poder colocar para fora o que eu estava sentindo, depois de guardar para mim por tanto tempo...
Feliz por perceber que as pessoas torcem para o nosso bem, nem todas, somente as que são capazes de doar carinho.
Estou feliz por ter tanta coisa boa em minha vida e ter a oportunidade de perceber isso.

A vida nem sempre é doce, mas hoje ela parece mais bonita!


quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Ser quem é!

Certamente não sou a melhor pessoa do mundo. E se um dia alguém me ver assim, é porque está totalmente enganado sobre mim.
Não tenho o rosto mais belo, minha voz não é a mais doce e nem sempre consigo fazer com que ela mantenha o tom. Minha risada não é daquelas que você ri dela, não é divertida.
Não sei compor canções. Já tentei, mas no fim das contas ficaram bem ruins.
Não sou a melhor atriz e acho que nem estou entre elas.

Meus amigos conseguem enxergar uma porção de defeitos em mim e poucas vezes deixaram de me contar o que veem.

As pessoas que não gostam de mim conseguem ver todos os defeitos que eu tenho e os que são potenciais defeitos. Veem bem pouco o que tenho de bom, mas nunca enxergam o que eu consegui melhorar.

Como já disse, certamente não sou a melhor pessoa do mundo.
Não sei se existe, na verdade, alguém que consiga ser assim.

O que sinto é apenas que se quer muita aprovação, mas pouco se pensa no que você sente.
Vejo que todos querem ser lindos e legais, no fundo não conseguem ser felizes.

As poucas pessoas que notei que são felizes, em pequenos  momentos e que cultivam a felicidade como uma planta valiosa, se importam com outras pessoas, mas seguem o que seu coração diz.
Não é um problema ouvir outras pessoas, sabemos que isso nos soma, nos completa e enriquece...
Mas e eu? Me escuto? Me conheço? O que quero?

Acho muito importante termos consciência de nós e, mesmo sabendo que temos que melhorar, não podemos abandonar quem somos para que as pessoas projetem suas vontades!