quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Ser quem é!

Certamente não sou a melhor pessoa do mundo. E se um dia alguém me ver assim, é porque está totalmente enganado sobre mim.
Não tenho o rosto mais belo, minha voz não é a mais doce e nem sempre consigo fazer com que ela mantenha o tom. Minha risada não é daquelas que você ri dela, não é divertida.
Não sei compor canções. Já tentei, mas no fim das contas ficaram bem ruins.
Não sou a melhor atriz e acho que nem estou entre elas.

Meus amigos conseguem enxergar uma porção de defeitos em mim e poucas vezes deixaram de me contar o que veem.

As pessoas que não gostam de mim conseguem ver todos os defeitos que eu tenho e os que são potenciais defeitos. Veem bem pouco o que tenho de bom, mas nunca enxergam o que eu consegui melhorar.

Como já disse, certamente não sou a melhor pessoa do mundo.
Não sei se existe, na verdade, alguém que consiga ser assim.

O que sinto é apenas que se quer muita aprovação, mas pouco se pensa no que você sente.
Vejo que todos querem ser lindos e legais, no fundo não conseguem ser felizes.

As poucas pessoas que notei que são felizes, em pequenos  momentos e que cultivam a felicidade como uma planta valiosa, se importam com outras pessoas, mas seguem o que seu coração diz.
Não é um problema ouvir outras pessoas, sabemos que isso nos soma, nos completa e enriquece...
Mas e eu? Me escuto? Me conheço? O que quero?

Acho muito importante termos consciência de nós e, mesmo sabendo que temos que melhorar, não podemos abandonar quem somos para que as pessoas projetem suas vontades!


5 comentários: