segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Sementes

Um dia um médico atencioso me disse que, como futura jornalista, tenho que tomar muito cuidado com as coisas que eu falo e escrevo... Ele explicou que palavras são como sementes e que isso significa que vou plantar coisas boas ou ruins nas pessoas.
Pensei muito em tudo aquilo que ele disse e acabei entendendo que diariamente plantamos sementes em nosso ambiente de trabalho, de estudo, de convivência em geral.
Desde então, venho percebendo as sementes que eu planto e que as pessoas plantam ao meu redor.
Como é triste ver que tantas semestes geram frutos podres. Sementes amargas e ocas são lançadas a todo momento e perdem a chance de somar para ambientes e pessoas evoluírem.
Essa história de semente me fez pensar em como somos tão inexperientes com o relacionamento humano. Como nós nossos impacientes, intolerantes, ignorantes, azedos e, muitas vezes, incapazes de admitir tudo isso.
Já tive a oportunidade de me relacionar com pessoas azedas, frias, amargas, sem vida. Pessoas que não sorriem, não sabem o que é ter um dia bom no seu ambiente de trabalho. Profissionais que conhecem quase que perfeitamente suas técnicas para realizar as tarefas diárias e orgulham-se pela competência em fazer tudo rapidamente... Mas muitas vezes pessoas que não sabem o benefício de um 'bom dia' e a beleza de ter amigos e sorrir entre um problema e outro.
Por outro lado, estive com pessoas grandiosas de coração em um nível que suas sementes eram contagiantes. Convivi com pessoas com uma humanidade incrível e que irradiam paz interior.




Quando estive ao lado de pessoas amargas, eu cresci bastante por perceber como a vida é bonita do outro lado da janela e como esse stress todo prejudica o resultado final.
Mas ao lado de pessoas que plantam boas sementes eu aprendi mais... Aprendi como existe gente capaz de inspirar com um sorriso. Pessoas que te ensinam com prazer, pois sabem que um dia precisaram de um ajudinha também.
Aprendi que boas sementes geram relacionamentos bons em ambientes que as vezes pode parecer hostil, mas que, com boas sementes e bons frutos, transformam-se.


Nenhum comentário:

Postar um comentário